• Jill Muricy

Não te Roube de si MESMO

VIVER é um desafio INEXPLICÁVEL, e saber aproveitar o precioso TEMPO para VIVER BEM consigo mesmo é mais desafiador ainda. A vida cotidiana é apressada, andamos sempre correndo. Isso gera um enorme desequilíbrio em nossa breve existência.

Uma mente cansada não produz bons pensamentos, assim como um corpo fatigado não possui autoestima. Aonde vai parar uma pessoa com tais características? Como sobreviver ao caos da pressa?


Nós não podemos esquecer jamais da nossa identidade, daquilo que fomos criados para SERMOS, nossa ESSÊNCIA. E a velocidade que a humanidade vive, a ditadura da correria, tira de nós o prazer pela maior BELEZA que existe: VIVER!


Realizar nossas tarefas com amor também faz parte dessa dádiva. A falta de tempo rouba de nós a garra pelos nossos sonhos, por isso é importante a gente DESACELERAR. Quer dizer, movidos pela tranquilidade. Invista em si mesmo, afinal de contas você é a pessoa mais relevante da sua VIDA. Ame-se.


A terapia mais infalível para este momento é bem SIMPLES, porém você precisa se entregar verdadeiramente, sem preocupação alguma na cabeça. Esteja em contato com a natureza, respire fundo, com os pés descalços; sinta a areia entre os seus dedos e o vento te tocar com sua brisa suave; ouça o canto dos pássaros, ele tem o poder de libertar nosso imaginário; fale com Deus no SILÊNCIO e o contemple nas pequenas coisas.


A FELICIDADE é singela e mora dentro de nós, ela não está em outro lugar senão nesse.


Quando a PAZ habita o nosso coração, os dias ficam sossegados, e nos tornamos pessoas compassivas e tolerantes com os demais. Diante dessa harmonia o mundo pode até cair, mas permanecermos pessoas calmas e confiantes, porque depositamos no AUTOR da VIDA nossa agitação.



























Destaque
Tags