• Leandro Neves

Crise de idade: quem nunca teve?

Quase todo mundo já chegou a uma certa idade e se perguntou: o que eu fiz até agora? Será que ainda dará tempo de realizar o que sonhei e planejei para minha vida? Essa reflexão se torna mais comum e intensa nas idades redondas a partir dos 30.

Mulher pensando ansiosamente/Foto: arquivo pessoal

Pode ser "crise de idade", termo utilizado para as pessoas que se dão conta que estão envelhecendo. Tal comportamento acontece há várias gerações, mas agora as circunstâncias mudaram.


Os motivos que levam a essa reflexão são muitos, desde a realização de um casamento ou uma gravidez, até a conclusão de uma faculdade ou projeto profissional. Muitas vezes sonhamos, idealizamos, planejamos, corremos atrás, fazemos de tudo; mas as coisa não acontecem de acordo com nossa vontade.


Hoje a pressão se torna ainda maior do que antes para algumas pessoas, sobretudo quanto a questões profissionais. Exige-se cada vez mais no mundo corporativo e os salários e a valorização não acompanham as cobranças. Além disso, o desemprego não diminui e muitas vagas oferecidas não são nada atraentes.


A correria do dia a dia é uma fator extra que deixa as pessoas sobrecarregadas. É muita informação, seja no trabalho, seja em tempo livre. São muitas atividades em 24 horas. Sobra tempo pra descansar, estudar, fazer atividade física, conversar com os amigos, ler um livro ou revista e assistir uma série, filme ou novela? Não. Haja agenda!


A boa notícia é que a sociedade está percebendo que esse ritmo de vida e nível de exigência sobre si mesmo não dá mais pra continuar. Nós não somos robôs e muito menos perfeitos em tudo. Temos um cérebro, dois olhos, duas mãos e duas pernas e não dá para querer se virar em mil.


Há inúmeros exemplos de pessoas bem sucedidas que chegaram ao êxito profissional e/ou pessoal depois dos 40, 50, 60 anos. Muitas inclusive que não tinham mais esperanças, pensavam que não tinham mais perspectivas e fôlego.


Com a medicina tão avançada, a expectativa de vida cresceu e tende a crescer ano após ano. Além disso, a qualidade vital também aumentou. Essa combinação faz com que a noção de juventude e terceira idade tenham mudado completamente. Isso significa que teremos mais tempo para viver e viver bem.


Devemos nos empenhar sim, em tudo o que fizermos. Mas devemos exigir menos e nos perdoar mais. Existe tempo pra tudo. E o tempo agora está a nosso favor - quanto mais saúde e avanços nessa área, mais chances de nos realizarmos.


A vida é mestre em nós pregar peças, e graças a Deus que muitas são maravilhosas. De uma hora pra outra, quando a gente menos espera, os sonhos e os projetos tão buscados são concretizados. Não importa a idade, não importa onde você mora, a classe social ou a cor de sua pele. Viva, faça e acredite, sempre, sempre!


Destaque
Tags