• Jill Muricy

Quando Ninguém tem a RESPOSTA

Durante nossa trajetória existencial, surgem muitos questionamentos em nós e não sabemos a finalidade dos fatos que chegam sem avisar. Daí nascem as incertezas, que insistem em ficar no nosso caminho testando nossa determinação.

No INFINITO/Foto: autor desconhecido

Em meio ao tempo delicadíssimo que me encontrara, fui respirar ar fresco no campo, em meu sítio: o lugar onde sempre me refugio. Na companhia dos pássaros e das árvores sombrosas e frutíferas, assim me encontrava em casa na roça. Às vezes motivada, outras desesperadas pelo que estava acontecendo na minha VIDA nos últimos dias.


Sentia vontade de chorar do nada, logo eu que me considerava uma mulher de fé. Era tão otimista com os outros, mas dentro de mim havia uma enorme interrogação. E se eu não conseguir o que almejo? Isso estava roubando à minha PAZ!


Esse pensamento passou a fazer parte do meu cotidiano e, principalmente das minhas noites. Por que eu ficara tão aflita com o meu FUTURO? Não sabia o que fazer para melhorar minha AUTOESTIMA, meu ânimo estava baixo. Minha ALMA havia entrado completamente em desespero, eu já não sabia mais quem eu era. O medo me roubou de mim.

Eu queria tanto poder expressar minha dor, mas ninguém, ninguém seria capaz de me entender, o vazio do meu coração maltratava meu ser.


Só queria entender uma coisa: o porquê daquilo tudo. Depois das lágrimas molharem meu travesseiro, em uma longa noite de outono, onde era possível escutar o SILÊNCIO, saí para fora de casa; o CÉU ESTRELADO tão LINDO, parecia que ele queria me falar algo, as árvores ao redor eram balançadas pelo vento, eu e a solidão estávamos juntas naquele lugar.

Após um bom TEMPO chorando com minhas FLORES no jardim, voltei para o meu quarto e apaguei no sono.

Eu estava correndo pelas ruas das cidades, os guardas me bateram, cães corriam atrás de mim querendo me devorar a todo custo.

Minhas roupas estavam rasgadas e cheias de sangue, eu gritava, mas ninguém me ouvia, e insistia: Meu Deus, cadê você? Cadê você? Por que tudo isso? O que foi que eu fiz?


Minhas forças haviam deixando meu corpo que estava cheio de marcas, minha carne sangrava e doía, o medo passou a ser minha companhia, mas eu não entendia nada.

Ainda na cidade, chorando num lugar escuro, eu dizia para minha consciência que em toda a minha vida pregara o AMOR. E, vivia para motivar às pessoas. Sempre falara de coisas construtivas, mas o caos havia me alcançado.

Eu chorava profundamente, meu grito de dor me fez acordar naquela madrugada fria. Parecia que o SONHO tinha sido real.

Em lágrimas conversei com Deus, no SILÊNCIO do NOVO DIA que se iniciava, à resposta para tudo que eu estava passando era meu maior objetivo, e somente o Senhor poderia me dá. Ainda estava à procura dela, não a encontrei porque buscara no lugar errado e não em Deus.


Ouvi Deus falando comigo, com uma voz tão suave: " Toda vez que você se propuser fazer algo para edificar os outros, o mal vai se levantar para tentar te destruir, mas nada é maior que EU que estou contigo..."


Aos ouvi estas palavras, senti o Mundo saindo de cima das minhas costas, tive a sensação de VOAR sem medo pelo INFINITO. Então, passei a COMPREENDER que era de Deus que eu precisava, pois somente assim poderia VIVER em PAZ com a minha MISSÃO.




























































Destaque
Tags