top of page
  • Foto do escritorJill Muricy

Em Um Instante Tudo Pode Mudar


Em milésimos de segundo, tudo pode mudar! As grandes mudanças acontecem rapidamente no percurso existencial, em um piscar de olhos, o cenário muda e nada mais é como antes.


Leonardo Rangel palestrando na Câmara Municipal de Quirinópolis-GO, em 10 de novembro, de 2023/Foto: arquivo pessoal



De todo mal, O Autor do tempo sempre tira um bem maior! Essa é a forma mais sábia de enxergar os acontecimentos da vida.


Para toda situação delicada na existência humana, há uma saída, por mais que aparentemente seja impossível, tudo tem solução.

Para o goiano Leonardo Rangel, um jovem cheio de sonhos e de bem com a vida, o inesperado aconteceu em uma festa de família nas primeiras horas de 2021. O rapaz teve a própria história revirada do avesso, mas conseguiu superar todos os percalços com maestria.



A Infância


Na cidade Quirinópolis, uma terra de gente boa e sol forte, em uma família unida e trabalhadora do interior de Goiás, nasceu Leonardo Rangel, o primeiro filho do casal Ademilson Alves e Dionísia de Oliveira. 


Um menino alegre e cheio de ânimo. Com poucos meses de vida o bebê e os pais foram morar em uma fazenda. Lugar calmo e sossegado para viver. Na singela roça de terra vermelha, a vida era simples e fascinante ao mesmo tempo.


O garoto brincou bastante durante a infância, sempre rodeado de muitos amigos, nas tradicionais brincadeiras da época. Aos cinco anos, a família retornou para Quirinópolis, que fica a 300 quilômetros de Goiânia.

 

Na nova realidade, tudo mudaria rapidamente, os pais do menino Rangel se separaram e, com o rompimento do casal uma nova rotina surgia para ele, aprender a lutar pela sobrevivência era a regra de vida.


Dionísia sustentava a casa e dois filhos pequenos, pois a pensão que recebia do ex-marido não dava para custear completamente os gastos. Com isso, Leonardo por ser o filho mais velho, precisou crescer antes do tempo para ajudar nas despesas do lar. 


Aos 12 anos, o pré-adolescente começou a trabalhar, pois a família passava necessidade. E para completar o grau de desafios da época, a matriarca ficou acamada com espondilite anquilosante (uma doença genética que afeta a coluna vertebral), que deixou sequela - até hoje Dionísia anda encurvada por causa da enfermidade de outrora.


Mesmo diante de todas as provações, ele conseguiu superar as situações adversas.

A Vida Adulta 

 

Os episódios com Dionísia marcaram a História de Rangel, mas, ele não deixara de sonhar e nem perdeu o encanto pela vida. E, no cenário que o cercava, lembrara sempre de que, a vida não saiu como ele havia planejado.


Na verdade, os acontecimentos nunca obedecem ao roteiro que criamos para eles. Leonardo queria se formar em Agronomia, mas seguiu a profissão de operador de maquinas agrícolas e motorista de caminhão. 


Aos 25 anos, em 2018, conheceu o grande amor de sua vida, Vanessa Lopes, uma moça de 18 anos. Ao lado da mulher amada, o rapaz queria realizar um grande sonho: construir uma família. E conseguiu!


Da união, primeiro nasceu Yasmin, uma menina cheia de vigor. O pai amava cuidar da própria filha. Quando a garota estava com um ano e dois meses, aconteceu um fato que mudaria o percurso dos próximos capítulos. 



O Acidente Na Véspera de Ano Novo


Era quarta-feira, 30 de dezembro de 2020. Leonardo foi até à casa da prima Estefânia lavar a piscina para a festa de réveillon. No dia seguinte, família e amigos iriam se reunir para esperar 2021. 


Em 31 de dezembro, todos estavam juntos, festejando conquistas e metas. À meia-noite teve oração de agradecimento a Deus pelo ano que havia passado e pelo ano novo que acabara de chegar.


Leonardo ia pular na piscina com os amigos para gravar um vídeo ao som da música "pulei na piscina", mas ele acabou pulando sozinho.

 

Ele queria ter pulado em pé, tipo um rasante, porém, colocou impulso no corpo e acabou batendo a nuca no fundo da piscina, que era rasa.


Imediatamente sentiu um choque nos músculos, com isso parou de sentir o movimento dos membros. Ouvia a voz das pessoas, mas não conseguia levantar-se. Por pouco, não morreu afogado!


Sem conseguir respirar direito, tinha medo que ninguém o regatasse. Vanessa percebeu algo estranho e pulou na piscina para salvar o marido, ele desesperado a pediu que não o deixasse sozinho. 

 

Os Bombeiros foram acionados, a festa acabou na hora, todos estavam apavorados e ao mesmo tempo sem acreditar no que havia acabado de acontecer.  

"Sem ao menos avisar, o sofrimento entra sem bater na porta. A partir daquele momento tudo mudaria, mas por cada lágrima derramada, gritos de alegria seriam em dobro."

Quando o socorro chegou, Leonardo já estava desacordado. Foi encaminhado ao hospital, submetido a uma tomografia que constatou que o caso era muito grave, quebrou a quinta vertebra da coluna e precisou ser transferido para outro hospital em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) móvel.


No dia seguinte, na hora que a ambulância o conduzia para Goiânia, ele teve uma forte crise. A saturação e os batimentos começaram a cair, então foi levado às pressas para uma cidade próxima chamada Rio Verde, a 100 quilômetros de Quirinópolis. 

"Agora começaria a jornada mais delicada do percurso, surpresas desagradáveis e aceitação da nova realidade”

Ao chegar em Rio Verde, foi encaminhado diretamente para UTI, recebeu doses de adrenalina para voltar a si. Nesse momento ele teve uma segunda chance para viver.


Leonardo morria de medo de hospital, nunca ficara internando antes, mas dessa vez algo inexplicável acontecera: na primeira noite, havia duas pessoas de branco, uma ao lado direito, outra ao lado esquerdo, eram anjos. Isso o dava uma paz indescritível que o fazia dormir sossegadamente. 


O médico que o atendeu informou que Leonardo precisava fazer uma cirurgia bastante delicada, mas o profissional de saúde ainda não havia informado que o rapaz ficara tetraplégico. 

 

A cirurgia seria realizada em Goiânia, enquanto ele aguardava a liberação de transferência em uma UTI aérea, chegou um outro médico afirmando não ser necessário a transferência, pois ele realizaria a cirurgia.


No dia seguinte, a equipe cirúrgica estava toda reunida, Rangel foi submetido a primeira cirurgia, frontal, no pescoço, para mobilizar as vertebras. 


Um dia depois do procedimento, começou a sentir um leve formigamento na perna direita, após testes que confirmaram o ocorrido, o médico sugeriu que fizesse outra cirurgia, pois o cenário poderia mudar. Sem pensar duas vezes Leonardo topou outra operação. 

 

A segunda cirurgia foi na coluna cervical, a qual removeu resíduos de ossos, acrescentando mais uma placa e alguns parafusos na região. Quando tudo terminou, Leonardo ficou desacordado por três dias, e ao acordar estava entubado. Aflito com aquele tubo na boca, tentava gritar e não conseguia. O tubo foi retirado, mas ele apagou novamente. 


Passado esse episódio, Leonardo respirava com ajuda de aparelhos. Ademilson entrou no quarto para visitar o filho e disse a ele que a cirurgia havia ocorrido bem, com duração de 13 horas. Leonardo Rangel ficou surpreso, achou que tivesse durado apenas alguns minutos.


Ao todo, permaneceu 28 dias na UTI sendo alimentado por sonda. Fazendo fisioterapias, e morrendo de saudade de casa. Com o acidente, não cuidava da família como gostaria, pois havia perdido os movimentos do corpo. Destinado à cadeira de rodas, a revolta o visitara constantemente, para um jovem alegre que sempre gostou de dançar e de festas estar naquela situação, era inadmissível. 



Leonardo no hospital ao lado da filha Yasmim/Foto: arquivo pessoal


A melhor coisa que o acontecera foi a paternidade e o maior medo, não conseguir segurar mais a filha nos braços. Essa possibilidade o massacrara muito, por isso ele chorava desesperadamente no hospital.

 

Daí vem a pior notícia da vida pela boca do médico: "você está tetraplégico". Leonardo chorara inconsolavelmente, um jovem no auge da vida, que amava dançar, viver, cozinha, trabalhar e cuidar da família, encontrar-se nessa condição. O coração doía mais que o corpo.


A Volta Para Casa, A Reabilitação

 

Ao voltar para casa, foi o caminho inteiro chorando, acompanhado de Ademilson. Leonardo não aceitava aquela situação. Quando chegou ao próprio lar, havia uma enorme recepção o aguardando. Parentes e amigos prestigiavam a tão sonhava volta do rapaz.

 

A família se uniu em prol da reabilitação de Leonardo: Dionísia foi morar na casa do filho para ajudar na delicada rotina. E, no meio desse turbilhão todo, Vanessa descobriu que estava grávida de quase cinco meses. O desespero imperou por alguns instantes, mas a felicidade superabundou - presentes caros, sempre vêm em dias escuros. Hoje, Artur está com quase três anos, é um menino cheio de vida que anima o pai na jornada cotidiana.


Leonardo com a mulher Vanessa e os filhos, Yasmin e Artur/Foto: arquivo pessoal



 

A SUPERAÇÃO 

 

Leonardo faz fisioterapia todos os dias da semana, sem exceção. Já conseguiu recuperar alguns movimentos do corpo, como: comer sozinho, escovar os dentes sozinho, mexer no celular, levantar os braços completamente, e movimentar as pernas durante os exercícios. 


A maior esperança que ele possui na vida é um dia voltar a andar, essa é a maior luta pela superação!

Depois do acidente, Leonardo Rangel tornou-se palestrante motivacional, ele anima todos os públicos com a própria história de vida, e em breve lançará um livro contando a própria experiência com o acidente.


Leonardo contando a própria experiência com a superação para alunos de uma escola/Foto: arquivo pessoal


Não existe situação difícil a qual Deus não possa torná-la motivo de profunda alegria. De todo mal, Deus tira um BEM muito maior. 


A VIDA Nos Dias Atuais   

 

Hoje, com 31 anos, ao lado de Vanessa, e dos filhos Yasmin e Artur, Leonardo continua morando em Quirinópolis e recebe ajuda constante dos pais.  Dionísia mora na casa dele desde o acidente.


Com o apoio da família e amigos, o fardo ficou mais leve. Sem contar que a vida é movida pela esperança de dias melhores. Então, Leonardo espera um dia voltar a correr como outrora.   


 Grito de guerra da família Rangel após a palestra de Leonardo com Jill Muricy em Quirinópolis-GO

Comments


Destaque
Tags
bottom of page