• Jill Muricy

Já Tive Medo, Hoje Tenho História

Em instantes tudo pode mudar: somos surpreendidos constantemente pela velocidade dos acontecimentos. A rapidez das coisas, às vezes, nos deixa sem chão, nos faz querer desanimar. Desistir não é uma opção!

Heloísa Jordão antes do acidente/Foto; arquivo pessoal


Precisamos ir além do nosso sofrimento e escrever nos capítulos da nossa existência uma extraordinária história de SUPERAÇÃO.

Heloísa da Cruz Jordão. Nascida em Guararapes, interior paulista, teve a vida surpreendida por algo que ela jamais poderia imaginar. Na véspera do Natal de 2018, o clima natalino foi diferente do que ela e a família eram acostumados a ter. Heloísa e a irmã mais velha Yane, estiveram à beira da morte.


Ambas lutam até hoje contra sequelas que ficaram daquele dia. Moradoras de Muriqui, em Mangaratiba no Rio de Janeiro desde 2016, Heloísa e Yane foram a uma confraternização da sua antiga religião em um barracão na Pedra de Guaratiba dia 23 de dezembro de 2018. Em certo momento da cerimônia, uma pessoa foi acender um recipiente e uma garrafa de álcool explodiu em cima de Heloísa. O foto ocorreu rapidamente, sem dar tempo para ela se defender.


O corpo dela virou uma tocha humana: ela gritava desesperadamente, quando Yane tentou salvá-la e queimou-se também.

A jovem de 20 anos, na época, viu os próprios sonhos interrompidos. A família simples lutava para salvar a vida das duas irmãs: Heloisa tive 30% do corpo queimado e Yane, 18%; e seus olhos não puderam abrir-se por longos três dias.


Desde então, para Heloísa foram quatro internações, seis cirurgias e vários procedimentos em consultórios. Ela sofreu duas paradas cardiorrespiratórias graves, e ainda tem um longo caminho e etapas cirúrgicas reparadoras pela frente. Como o acidente ocorreu na véspera do Natal, data muito celebrada pela família Cruz Jordão, foi um choque muito grande, demoliu a felicidade naquele momento para os parentes.

Heloísa lutando pela vida/Foto: arquivo pessoal


Dessa data em diante ela descobriu que possuía força e coragem para lutar pela sobrevivência, que cada dia seria uma vitória, sua superação: descobriu um tesouro enterrado dentro de si mesma para vencer a forte batalha. No momento crítico que vivia, só pensava na própria mãe e no sobrinho.

Heloísa na readaptação/Foto: arquivo pessoal


Possuía uma vontade enorme de abraçá-los novamente, isso a fortalecia e movia a superar os dias difíceis de dores profundas, físicas e morais. O olhar dela para a vida mudou radicalmente após o acidente. Os aprendizados são imensos, mas o maior para os seus dias consiste em valorizar cada segundo vivido, porque em segundos tudo pode mudar.

Após cirurgia de reparação no pescoço/ Foto: arquivo pessoal


O fogo ainda queima em silêncio muitas vezes, mas a fé em Deus, e somente Nele, hoje a conforta. Heloísa é feita de retalhos dela mesma, literalmente. É grata a Deus por ter lhe concedido a própria vida e a da irmã Yale de volta. Essa oportunidade é ímpar - a vida! Ainda hoje tem limitações, e precisa passar por um período restrito de muitas coisas, mas é impulsionada com uma fé que move os seus sonhos, que ainda serão concretizados.


Sonhadora, ao se mudar para o estado fluminense trazia na bagagem o sonho de cursar uma faculdade (na adolescência havia passado para Educação Física, o curso que ela amava, mas que precisou trancar por questões pessoais). Teve uma infância leve ao lado da família, sempre foi focada nos estudos e esportes, queria seguir carreira militar, preferência pela Marinha. Trabalhou como vendedora em uma franquia de livros infantis, seus autores preferidos são Nicholas Sparks e Augusto Cury.

A guerreira Heloísa atualmente. Sorridente. Feliz/Foto: arquivo pessoal


Atualmente, Heloísa luta constantemente para superar a si mesma e as dificuldades. Diante de todos os desafios que passou, segue firme com uma confiança inabalável em Deus. Todo ser humano sofre, mas nem todo ser humano sabe sofrer.

A moça sorridente de olhar fito no futuro foi transformada com aquele acidente, pois se tornou uma pessoa melhor. Este é o segredo da SUPERAÇÃO: não se abater nunca, ter um olhar de esperança para a vida e nunca desistir dos objetivos. Heloísa é movida pelo sonho de cursar a faculdade e de comprar a própria casa. Quando se tem um sentido para viver a existência se torna mais leve.




Destaque
Tags